Manifestantes reaças pedem intervenção militar e ganham uma amostra

“Baderneiros” do movimento Vem pra Rua pediram por uma “Military Intervention”, mas assim que foram atendidos, sentiram-se oprimidos e ficaram no “mimimi”.2 min


Intervenção Militar

O movimento de extrema-direita Vem Pra Rua, que foi usado por Deltan Dallgnol para atingir seus objetivos políticos reacionários na Lava Jato, resolveu convocar uma manifestação em frente à Corte do Supremo Tribunal Federal no último dia 25. Suas reivindicações eram a CPI da Lava Toga, o fechamento do STF e intervenção militar (ver imagem abaixo).

Vem pra Rua — Militares no Poder Já

O que eles não poderiam esperar, é que a última reivindicação seria atendida, pelo menos naquele momento. Como estavam fazendo muita “baderna” e na “vagabundagem” em plena quarta-feira, em vez de estarem trabalhando, a Polícia Militar teve que aplicar uma intervenção militar básica para acalmar os ânimos dos “arruaceiros”.

Os “vagabundos”, que aplaudem e vibram quando a PM mete porrada em professores, estudantes, trabalhadores e periféricos em suas manifestações, sentiram na pele o que tanto desejam para os outros. De início, ficaram perdidos, sem saber o que fazer, incrédulos ao verem que o monstro que alimentam se voltou contra eles:

Depois que perceberam que a intervenção militar não é tão boa assim quando é o rabo deles que está na reta, evidentemente se sentiram oprimidos e se tornaram “vitimistas”, aquilo que vivem acusando nas esquerdas.

Entre os que estavam pedindo intervenção militar para depois ficar no mimimi, destaque-se o “vândalo” bolsominion Carmelo Neto, que em maio de 2017 debochava das manifestações de esquerda.

Mas que não aguentou alguns minutos de intervenção militar depois de “vandalizar” muito em frente ao STF.

Alguns “vagabundos” aproveitaram a oportunidade de poderem vivenciar uma intervenção militar básica ao vivo, e tiraram alguns selfies, como esta “baderneira”:

selfie

Antes da intervenção militar tão sonhada pelos reaças do Vem Pra Rua, também teve momentos épicos durante a manifestação, como essa “perturbadora da ordem pública” pedindo para derrubar o FGTS, quando estava tentando se referir ao STF:

Assim foi a manifestação daqueles que não querem justiça, mas a criminalização da esquerda, da política e a prisão arbitrária de um ex-presidente eleito, nem que para isso seja necessário derrubar o FGTS, digo, o STF e implorar uma intervenção militar marota com direito a uma amostra com bastante gás lacrimogênio na cara. Belo e moral.


Gostou desta publicação? Então compartilhe-a com seus amigos!

Qual reação isto provocou em você? (Escolha até 3 reações)

LOL LOL
39
LOL
Susto Susto
0
Susto
Amei Amei
31
Amei
Ué? Ué?
19
Ué?
Medo Medo
2
Medo
Molotov Molotov
5
Molotov
Não curti Não curti
3
Não curti
Triste Triste
0
Triste
Só de olho Só de olho
3
Só de olho