Por que a gasolina aumentou tanto e por que isso é necessário e bom


Em todos os jornais, todas as conversas de bar e todos os grupões de zap-zap só se fala de uma coisa: do preço “absurdo” da gasolina, e como devemos “combatê-la”. Daí vem todo tipo de ideia maluca circulando em áudios, de pedir nota-fiscal no posto a não abastecer o carro durante uma semana (como é que eu vou à padaria da esquina sem carro?). A medida mais extrema está sendo adotada pelos caminhoneiros, que estão fechando ruas de todo o Brasil em “protesto” contra o preço praticado nos postos.

Mas e se eu dissesse que vocês todos estão errados?

Calma, Não estou tirando com sua cara! Ao final deste artigo você vai descobrir que cada centavo, ou real, ou dois, três a mais pelo litro valem a pena! Capaz até de abraçar o frentista na próxima vez que for abastecer.

Para comemorar o fato do seu carro estar bebendo mais que você basta lembrarmos que desde 2016 nós vencemos o comunismo na Petrobrás. Seus preços não são mais ditados pelo desejo de burocratas do, ugh, “Estado”, e agora seguem as flutuações do… ah, fico até excitado de falar essa palavra… Mercado!

É o Mercado quem deve ditar se devemos pagar mais ou menos combustível, se devemos usar gás ou usar forno a lenha ou até se devemos ter trabalhos degradantes ou passar fome (Estado, não se meta nisso!). O mercado é bom e justo porque qualquer coisa desviante de seus ditames é comunismo, e era exatamente esta ideologia genocida que existia na Petrobrás enquanto praticava uma política de represamento dos preços das refinarias. Durante os anos da ditadura do PT achávamos que o preço da gasolina era bom porque gastávamos menos, mas vivíamos em pecado por não estarmos alinhados com o preço internacional do petróleo.

Isso mudou em 2014 quando o preço do petróleo caiu e assistíamos boquiabertos a vídeos de patriotas que fugiram para Miami mostrando o quão barato era abastecer sua SUV por lá. Speaking like Sérgio Moro, estes youtubers nos explicavam que o segredo era a liberdade econômica nos EUA que o Brasil não tinha. Foi nesse momento que o gigante acordou: votamos no ⬛⬛⬛⬛⬛ com a esperança de ver uma Petrobrás limpa de corrupção o livre mercado vingando no Brasil… mas não deu pelo voto (graças à Smartmatic) e tivemos que recorrer a outro método… por fim, conseguimos! E hoje temos um liberal, Pedro Parente, no comando da… ugh, “estatal” (não por muito tempo, se Mercado quiser!).

Ainda não se convenceu? Pois deixa eu refrescar sua memória. Melhor! Deixa os nossos parceiros do Movimento Brasil Livre refrescarem sua memória: lembra que o combustível caiu quando vencemos o bolivarianismo e a Petrobrás mudou sua política de preço? Pois bem, foi o mercado que premiou nossa coragem. Devemos ser eternamente gratos a Ele.

Naquela época todos comemoraram, não é? E agora? Só causa disso você quer ver o Estado metendo a mão na economia de novo? Mercado que me livre! Isso é uma prova de fé! Ou aceite o sacrifício em nome da ideologia ou nunca mais se considere um liberal de verdade como o Bolsonaro.


Gostou desta publicação? Então compartilhe-a com seus amigos!

Mostre Sua Reação

LOL LOL
172
LOL
Susto Susto
14
Susto
Amei Amei
49
Amei
Ué? Ué?
10
Ué?
Medo Medo
4
Medo
Molotov Molotov
110
Molotov
Não curti Não curti
18
Não curti
Triste Triste
7
Triste
Só de olho Só de olho
33
Só de olho
Rodrogas da Silva

Editor do Instituto Liberalouco. Recomendado por 4 em cada 5 pessoas que recomendam trastes.